Black Friday “para ontem”: André Iamonti e a criação de um e-commerce em 20 dias
27 de janeiro de 2021
Analista da Digibee recebeu desafio de integrar ERP de empresa do setor alimentício a um novo site em tempo de lançá-lo para um dos dias mais importantes para o varejo - André Iamonti*

2020, ano de pandemia. Eu tinha 20 dias para ajudar uma tradicional empresa brasileira do setor alimentício, que produz doces e salgados à base de amendoim, a lançar seu e-commerce em tempo para a Black Friday.  Dois interesses me motivavam: um profissional e um pessoal. Vou contar ambos mais adiante. 

O e-commerce seria criado na plataforma VTEX e deveria estar integrado, em tempo recorde, ao ERP (SAP) da empresa. Trabalho, sem a menor dúvida, que a Digibee HIP, plataforma de integração híbrida da Digibee, estava preparada para fazer. 

A gente tinha três semanas para fazer todas as integrações de cadastro de estoque e preço e criação de pedidos e clientes, dividindo o processo por fases. Enquanto isso, a empresa já faria a divulgação do novo site, que estrearia na Black Friday. Vale lembrar que 2020, por causa da pandemia, foi justamente o ano em que o comércio eletrônico teve o seu maior impulso no Brasil e no mundo. O projeto era grande e importante, e nós não tínhamos nenhuma dúvida disso. 

Não podia dar errado. E não deixaríamos dar errado.

 

Trocando o processo manual pela integração

Nossa primeira tarefa foi integrar os estoques – o que foi bem rápido. A segunda fase envolvia três fluxos: a partir da criação do pedido dentro do site, feito pelo cliente, extrair esse pedido da VTEX e fazer o cadastro tanto do cliente quanto da ordem lá no SAP. Com a ordem já criada, o site seria atualizado de acordo com o status desse pedido – despachado, faturado etc.

Era um fluxo totalmente novo. O e-commerce antigo do cliente não se integrava com o SAP – era tudo feito manualmente. Imagine só a lentidão do processo e como ele tornava inviável o crescimento das vendas online. Por isso, eles tinham um limite baixo para o número de ordens.

Não ter histórico era um complicador, porque não havia base de comparação. Mas como já temos experiência na integração com a VTEX, não houve problemas – e qualquer incidente era rapidamente resolvido.

Na quarta-feira, dia 25, dois dias antes da Black Friday, as integrações foram concluídas. A equipe interna da empresa fez testes para ver se estava tudo funcionando, se o SAP estava captando tudo. Usamos esse período pré-Black Friday para acertar também alguns formatos que não estavam no escopo original – como, por exemplo, a criação de uma promoção que envolvia a venda de um combo de produtos.

Durante o período da Black Friday, integramos cerca de 16 mil pedidos. As vendas foram um sucesso, e tivemos que inclusive aumentar a capacidade de dimensionamento para adequar à quantidade de pedidos que estavam sendo recebidos, maior do que eles esperavam.

 

Um processo tão ágil quanto valoroso

A minha história na Digibee começou em 1º de janeiro de 2020. Antes disso, eu estava justamente “do outro lado”, trabalhando em empresas que faziam desenvolvimento dentro do SAP. Eu era um gestor dos dados e me preocupava, por exemplo, em saber como uma nota fiscal chegaria para o cliente. Ou seja: eu ficava em uma das pontas do processo.

Na Digibee, nós estamos no meio do caminho, extraindo ou recebendo os dados. Eu já sei como esses dados vão chegar para mim. Está tudo documentado, então você já sabe claramente o que tem que fazer. E o fato é que você acaba vendo mais resultado, e a empresa também. Nesse ponto, o nosso trabalho é muito gratificante. 

O principal ganho dos clientes ao usar a Digibee é a velocidade. Se essa empresa, por exemplo, resolvesse desenvolver essas integrações internamente, levaria meses. Ele vê a Digibee transformar um trabalho complexo em um processo simples e intuitivo, e não é por acaso que a gente acaba entrando em diversos departamentos depois de participar de um primeiro projeto. Por que não integrar os sistemas do RH, por exemplo? Podemos fazer isso com todos os sistemas.

No caso do processo que eu relatei aqui, tivemos a sorte, ainda, de contar com um cliente que levou o projeto com muita seriedade, se concentrando em nos fornecer rapidamente todas as informações necessárias em vez de demorar dias para responder um pedido, como às vezes acontece. Quando o cliente tem interesse, ele abre seu canal de comunicação, e essa interação é fundamental para dar agilidade ao processo.

Agora, estamos numa fase apenas de entender quais relatórios nós extrairemos da ferramenta. Mas já concluímos o projeto de integração em si, e recebemos um feedback extremamente positivo. Um dos colaboradores até comentou, no LinkedIn, sobre a sensação de dever cumprido que ele sentia ao ver uma implementação de e-commerce ser tão bem-sucedida em plena Black Friday.

O e-commerce é a grande vitrine do cliente, então ele percebe rapidamente o valor quando as coisas funcionam bem. Não é só a TI; a logística percebe que há mais pedidos chegando; a equipe de vendas nota o aumento de transações. A instituição, como um todo, vê o seu negócio se transformar.

O interesse profissional que me moveu não poderia ser mais recompensador. Saber que o cliente pode crescer por causa de um bom trabalho que você ajudou a fazer é realizador de uma forma difícil de colocar em palavras. Dá para entender o que é “gerar valor” e como seu trabalho impacta diretamente nos resultados. 

Agora, o interesse pessoal…

Sabe as 16 mil vendas de Black Friday desse novo site? Pois uma delas foi para mim.

Sou fã dos produtos dessa empresa desde criança e não deixaria de aproveitar uma das promoções. Fiz o pedido como um cliente qualquer, mas sabendo exatamente o caminho que o dado percorreria por todos os sistemas até se transformar no e-mail de confirmação da entrega. Aproveitei até o frete grátis!

O pedido chegou certinho. Ponto para eles – e ponto para nós.

 

* André Iamonti é analista de negócios da Digibee

** Este conteúdo faz parte da série Bastidores da Integração de Sistemas. Acompanhe os próximos!

 

Saiba mais:

RNDS: Vinícius Christ e a integração que ajudou o Brasil a combater o coronavírus

A prova de fogo: Leandro Adinolfi e o primeiro grande projeto da história da Digibee

Rumo ao S/4HANA: Leandro Oliveira e o desafio da migração entre grandes ERPs

Share This